Archive for Abril, 2008

Não te conheço
Abril 30, 2008

Como é por dentro doutra pessoa ?

Quem é que o saberá sonhar ?

A  alma de outrém é outro universo,

como que não há comunicação possível,

como que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma

senão da nossa ;

as dos outros são olhares,

são gestos, são palavras,

com a suposição de qualquer semelhança

no fundo.

amores-impossiveis-3162451-1238

 Fernando Pessoa

Anúncios

Bilhetinho
Abril 28, 2008

Aconchega-te, Amor, em minha vida.

Entra na minha vida e fica lá,

sem ocupar lugar.

Que eu não te veja com os olhos, querida,

que não sinta sequer que tu ficaste,

mas adivinhe que sem ti ali

à minha vida, quarto onde entraste,

nem ao menos podia chamar vida.

amor 2

 Sebastião da Gama

À espera
Abril 25, 2008

Não sei o que tu pensas.

Não sei se me entendeste hoje.

Afinal não sei quase nada de ti.

Só que algo existe entre nós.

O que é não sei,

porque te recusas a falar,

porque foges de mim,

apesar de me procurares.

É difícil viver assim,

suspensa no imprevisível,

à espera

de dias mais claros…

tempo 3

Diana  Sá

Porquê?
Abril 22, 2008

Tu tens medo das palavras.

Preferes o silêncio,

intenso, carregado,

ou apenas ausência…

Que caminhos

se abrem nesta escolha ?

Como posso tentar

compreender a encruzilhada

de pulsões e de razões

onde te moves ?

Isso é o que mais custa…

Não entender

e não poder fechar este ciclo…

borboleta-amor

Diana  Sá

Migalhas
Abril 3, 2008

Vivemos de migalhas,

do pouco que a vida

nos deixa dar

um ao outro…

De lembranças, de sonhos,

de encontros virtuais,

de silêncios…

Esta amargura de estarmos longe

um do outro,

mesmo quando podíamos

estar perto…

Este carinho que certas palavras mágicas

abrem  no rol

das recordações…

Este pressentir de razões,

na sequência implacável do Destino…

Esta recusa, este medo,

este sofrimento…

Onde estás?

Pensas em mim?

isso-se-chama-amor-1

Diana  Sá