Quando as palavras


Quando as palavras abrem canais de transparência

entre as ilhas fechadas de azedume ou desespero

da nossa solidão

uma alegria sempre nova

escancara as portas todas para o sol

e  eu volto logo inteiro com cega impaciência

para onde jurei mil vezes nunca mais voltar.

.

Deslumbra-se o coração

aberto em girassol.

.

É  como respirar.

  Mário  Dionísio

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: