Incógnita


O que queremos não sei, nem talvez tu

mesmo consigas discerni-lo bem…

… o encontro adiado… entre quem ?

Não sei o que pensar, nem talvez tu …

.

Não posso mais falar como se um

nós fôssemos, pois não o somos já …

… memória esparsas, cá e lá …

… pedaços de um sonho, ou de nenhum…

.

Não sei quem és, quem sou, que procuramos,

que caminho insólito pisamos,

que objectivo queremos atingir …

.

A vida é uma incógnita assumida,

sem direcção, sem leme, sem medida,

deixada ao sabor do existir …

nevoeiro

 Diana Sá

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: