Archive for Fevereiro, 2009

Às vezes
Fevereiro 25, 2009

sadness16

Às vezes julgo ver nos meus olhos

a  promessa de outros seres

que eu poderia ter sido,

se a vida tivesse sido outra.

……

Mas dessa fabulosa descoberta

só me vem o terror  e  a  mágoa

de me sentir sem forma, vaga e incerta

como a água.

……

 Sophia de Mello Breyner Andersen

Cansaço
Fevereiro 18, 2009

O que há em mim é sobretudo cansaço,

não disto nem daquilo,

nem sequer de tudo ou de nada :

cansaço assim mesmo, ele mesmo,

cansaço.

…..

A subtileza das sensações inúteis,

as paixões violentas por coisa nenhuma,

os amores intensos por o suposto alguém.

Essas coisas todas –

essas coisas e o que faz falta nelas eternamente –

tudo isso faz um cansaço,

este cansaço,

cansaço.

…..

Há sem dúvida quem ame o infinito,

há sem dúvida quem deseje o impossível,

há sem dúvida quem não queira nada –

três tipos de idealistas, e eu nenhum deles :

porque eu amo infinitamente o finito,

porque eu desejo impossivelmente o possível,

porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,

ou até se não puder ser…

…..

E o resultado ?

Para eles a vida vivida ou sonhada,

para eles o sonho sonhado ou vivido,

para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto…

Para mim só um grande, um profundo,

e, oh com que felicidade, infecundo, cansaço,

íssimo, íssimo, íssimo,

cansaço.

noite

 Álvaro de Campos

Como é possível?
Fevereiro 13, 2009

chuvaComo é possível um engano

alicerçado em incógnitas

pouco a pouco iluminadas?

……

Como é possível alguém

esconder-se atrás de um verso,

de uma letra, de um número,

para depois renegar-se?

……

Como é possível abusar assim

dos  sentimentos do outro?

Como é possível confiar?

 

 Diana Sá

Parcela
Fevereiro 11, 2009

O destino valia-se dos meus lábios

e  eu vendi os meus lábios a mim próprio.

………..

No lugar dos meus lábios ficou

um poço negro

onde o destino bate e se rebola

e  onde se debruçariam os turistas de almas

se soubessem dele.

…………

É  escusado somar estas parcelas.

Eu sei que a conta está errada,

que falta, entre as parcelas, uma parcela de angústia.

…………

E  não sei se está em mim, se está nas outras.

amargo

 Jorge de Sena

Três coisas
Fevereiro 8, 2009

borboleta

De tudo ficam três coisas :

a certeza de que estamos sempre começando…

a certeza de que precisamos de continuar…

a certeza de que seremos interrompidos

antes de terminar…

.

Portanto devemos :

fazer da interrupção um caminho novo…

da queda, um passo de dança…

do medo, uma escada…

do sonho, uma ponte…

da procura, um encontro…

.

 Fernando Pessoa

Soneto à maneira de Camões
Fevereiro 5, 2009

Esperança e desespero de alimento

me servem neste dia em que te espero

e  já não sei se quero ou se não quero,

tão longe de razões é o meu tormento.

………..

Mas como usar amor de entendimento?

Daquilo que te peço desespero

ainda que mo dês – pois o que eu quero

ninguém o dá senão por um momento.

…………

Mas como és belo, amor, de não durares,

de ser tão breve  e  fundo o teu engano,

e  de eu te possuir sem tu te dares.

…………

Amor perfeito dado a um ser humano :

também morre o florir de mil pomares

e  se quebram as ondas do oceano.

bom_dia3

 Sophia de Mello Breyner Andresen

Poemas Bárbaros
Fevereiro 3, 2009

Eu andava longe do meu verdadeiro caminho

porque julguei minha a vossa paz e a vossa calma.

Ah, mas ninguém consegue torcer o livro da verdade.

Os nossos passos são tão certos como o nada que nos espera.

Podem as rochas e o Inverno desviar o leito do rio

e  atordoar-nos um alfabeto de ínvias palavras,

mas sempre chega a hora de um amanhecer que nos encontra

afagando o perdido.

eremita_nimbypolis1

E  eu nasci para morder as saudades

de quem nada tem a recordar.

……..

 Fernando Namora