Poemas Bárbaros


Eu andava longe do meu verdadeiro caminho

porque julguei minha a vossa paz e a vossa calma.

Ah, mas ninguém consegue torcer o livro da verdade.

Os nossos passos são tão certos como o nada que nos espera.

Podem as rochas e o Inverno desviar o leito do rio

e  atordoar-nos um alfabeto de ínvias palavras,

mas sempre chega a hora de um amanhecer que nos encontra

afagando o perdido.

eremita_nimbypolis1

E  eu nasci para morder as saudades

de quem nada tem a recordar.

……..

 Fernando Namora

 

Uma resposta

  1. Balíssimo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: