VIII


Cala os olhos, vagabundo.

Não me digas

que há estradas no mundo

sem urtigas.

………

Não me contes

que nascem astros nos vales

para além dos horizontes.

………

Não me fales

de haver poentes

com as cores ardentes

das penas de um galo.

………

Não me tentes,

vagabundo.

solidao1

Não quero ver o mundo.

Prefiro imaginá-lo.

 

José Gomes Ferreira

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: