Dor


brisa_2_thumb3

Não penso mais em nós. Não vale a pena,

como dizes, tentar compreender

as voltas do destino, a serena

e incalculável força do viver.

Deixei-me arrastar por um vento forte

que me levou a mares imaginários.

Deixei-me envolver, teci cenários,

um mundo inteiro condenado à morte.

É importante sonhar, mas é preciso

manter a mente sã, sentir o aviso,

a voz gritante da realidade.

O que temos não foge, o que queremos

é difícil de obter, sem que aceitemos

cortes fundos, que doem de verdade…

 

Diana Sá

 

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: