Solidão


Dias de solidão.

Há-os por muito que os não deseje.

Caminhos que devo percorrer sozinho.

Perguntas mudas, no ar.

As respostas, essas virão com o vento.

E serão minhas. Só minhas.

Daí a solidão.

Pedro

There are no comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: