A uma mulher


Quando a madrugada entrou eu estendi o meu peito nu sobre o teu peito
estavas trémula e teu rosto pálido e tuas mãos frias
e a angústia do regresso morava já nos teus olhos.
Tive piedade do teu destino que era morrer no meu destino
quis afastar por um segundo de ti o fardo da carne
quis beijar-te num vago carinho agradecido.
Mas quando meus lábios tocaram teus lábios
eu compreendi que a morte já estava no teu corpo
e que era preciso fugir para não perder o único instante
em que foste realmente a ausência de sofrimento
em que realmente foste a serenidade.

 

Vinicius  de  Moraes

2 Respostas

  1. Penetrar suavemente nos corredores da mente e do coração é função poética, arte dominada por artistas como Vinícius de Moraes e outros grandes, como Luís de Camões.
    Parabéns pelas felizes escolhas para seu recanto literário e poético.
    José Maria Cavalcanti
    http://www.bollog.com.br

  2. Sim, Vinícius é um grande poeta, daqueles que sabem exprimir ao pormenor as nuances dos sentimentos. Como aqui, quando consegue transmitir tão bem o sentimento de libertação de um homem que já não ama, e para quem a fuga é o único caminho possível.
    À “angústia do regresso” contrapõe-se o “vago carinho agradecido”… A escolha de palavras, com a sua carga simbólica, é genial.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: