Archive for the ‘sorriso’ Category

Amor combate
Abril 25, 2012

Meu amor que eu não sei.

Amor que eu canto. Amor que eu digo.

Teus braços são a flor do aloendro.

Meu amor por quem parto.

Por quem fico. Por quem vivo.

Teus olhos são da cor do sofrimento.

Amor – país.

Quero cantar-te. Como quem diz:

O nosso amor é sangue.

É seiva. É sol. É Primavera.

Amor intenso. Amor imenso. Amor instante.

O nosso amor é uma arma. É uma espera.

O nosso amor é um cavalo alucinante.

O nosso amor é pássaro voando. Mas à toa.

Rasgando o céu azul-coragem de  Lisboa.

Amor partindo. Amor sorrindo. Amor doendo.

O nosso amor é como a flor do aloendro.

Deixa-me soltar estas palavras amarradas

para escrever com sangue o nome que inventei.

Romper. Ganhar a voz duma assentada.

Dizer de ti as coisas que eu não sei.

Amor. Amor. Amor.

Amor de tudo ou nada.

Amor-verdade. Amor-cidade.

Amor-combate. Amor-abril.

Este amor de  liberdade.

Joaquim  Pessoa

Dizem que a paixão o conheceu
Abril 16, 2011

dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice

conhece a solidão de quem permanece acordado
quase sempre estendido ao lado do sono
pressente o suave esvoaçar da idade
ergue-se para o espelho
que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

dizem que vive na transparência do sonho
à beira-mar envelheceu vagarosamente
sem que nenhuma ternura nenhuma alegria
nenhum ofício cantante
o tenha convencido a permanecer entre os vivos

Al Berto

Ramo de flores
Outubro 14, 2010

Foi para vós que ontem colhi, senhora,
este ramo de flores que ora envio.
Não no houvesse colhido e o vento e o frio
tê-las-iam crestado antes da aurora.
   

Meditai nesse exemplo, que se agora
não sei mais do que o vosso ouro macio
rosto nem boca de melhor feitio,
a tudo a idade afeia sem demora.

 
Senhora, o tempo foge… o tempo foge….
Com pouco morreremos e amanhã
já não seremos o que somos hoje….

Por que é que o vosso coração hesita?
O tempo foge….A vida é breve e é vã….
Por isso, amai-me. Enquanto sois bonita.

Solveig von Schoultz (1907-1996

Entardecer
Setembro 27, 2010

Sei que estás longe e triste…

Não conheço a tragédia que escondes

 nos teus olhos meigos.

Mas sinto-a… esse desespero escondido

em sorrisos calmos e cansados.

A tua vertigem da morte assusta-me…

sobretudo pelo que traduz

de falta de esperança no amanhã.

Não te peço para renasceres…

apenas que deixes o encanto

do entardecer emprestar-te a sua luz

de fim de dia são, realizado…

Diana Sá

 

 

Sorriso
Setembro 15, 2010

Creio que foi o sorriso,

o sorriso foi quem abriu a porta.

Era um sorriso com muita luz

lá dentro,

apetecia

entrar nele,

tirar a roupa

ficar

nu dentro daquele sorriso.

Correr, navegar, morrer naquele sorriso.

Eugénio de Andrade

Natal e Ano Novo
Dezembro 21, 2008

Natal e Ano Novo

Boas Festas para todos !

Coisas simples
Setembro 10, 2008

Nunca são as coisas mais simples que aparecem quando as esperamos.

O que é mais simples, como o amor, ou o mais evidente dos sorrisos, não se encontra no curso previsível da vida.

Porém, se nos distraímos do calendário, ou se o acaso nos empurrou para fora do caminho habitual, então as coisas são outras. Nada do que se espera transforma o que somos se não for isso : um desvio no olhar ; ou a mão que se demora no teu ombro, forçando uma aproximação dos lábios.

 Nuno Júdice