O passo do anjo
Janeiro 3, 2019

Pelas escarpas, nos atalhos de areia e erva

em matas sombrias onde as faias se renovam

os animais já não vigiam

já ninguém os persegue

.

a chuva desenha círculos perfeitos

nos poços dos aldeões

como nos charcos

.

o restolhar de prata da folhagem

previne do passo do anjo, na escuridão

anjo

José Tolentino Mendonça