Doce contentamento já passado
Outubro 24, 2014

Doce contentamento já passado,

em que todo o meu bem só consistia,

quem vos levou de minha companhia,

e me deixou de vós tão apartado?

.

Quem cuidou que se visse neste estado

naquelas breves horas de alegria,

quando minha ventura consentia

que de enganos vivesse meu cuidado?

.

Fortuna minha foi cruel e dura

aquela que causou meu perdimento,

com a qual ninguém pode ter cautela.

.

Nem se engane nenhuma criatura;

que não pode nenhum impedimento

fugir o que lhe ordena sua estrela.

long_road_to_ruin_by_mario192

Luís de Camões

Anúncios

Eu luminoso não sou
Junho 3, 2012


Eu luminoso não sou. Nem sei que haja
um poço mais remoto, e habitado
… de cegas criaturas, de histórias e assombros.
Se, no fundo poço, que é o mundo
secreto e intratável das águas interiores,
uma roda de céu ondulando se alarga,
digamos que é o mar: como o rápido canto
ou apenas o eco, desenha no vazio irrespirável
o movimento de asas. O musgo é um silêncio,
e as cobras-d’água dobram rugas no céu,
enquanto, devagar, as aves se recolhem.

JOSÉ SARAMAGO, em PROVAVELMENTE ALEGRIA