Silêncio
Setembro 12, 2019

Sem que eu soubesse,
as coisas não ditas haviam crescido
como cogumelos venenosos
nas paredes do silêncio.

 Lya Luft     em    O Silêncio dos Amantes 

deixa
Janeiro 17, 2019

deixa que as palavras
te procurem
trazidas pelo sentir
de tudo

será poema se for
que isso te não preocupe

deixa que os olhos poisem
sobre tudo em tudo penetrem
e tragam consigo o seres

nada é novo
senão o teu olhar
o teu sentir

o teu dizer
nada acrescenta
a coisa nenhuma

por isso
deixa que as palavras
sejam em ti

0 ahcravo_DSC_6406 regata moliceiros

A. H. Cravo

Suavidade
Janeiro 22, 2018

Não digas nada!
Nem mesmo a verdade
Há tanta suavidade em nada se dizer
e tudo se entender —
tudo metade
de sentir e de ver…
Não digas nada.
Deixa esquecer.

Talvez que amanhã
em outra paisagem
digas que foi vã
toda essa viagem
até onde quis
ser quem me agrada…
Mas ali fui feliz.
Não digas nada!

Fernando Pessoa    em    “Cancioneiro”

Epitáfio
Março 5, 2015

eu não deixo nada feito

fica tudo por fazer

que eu passei parte da vida

a tentar sobreviver

a outra parte a dormir

e outra parte a comer

ou então a fazer coisas

que não vou aqui dizer

mas não deixo nada feito

fica tudo por fazer

.

eu não deixo nada escrito

fica tudo por escrever

que eu passei parte da vida

a aprender a saber ler

seria muita arrogância

eu pôr-me agora a escrever

e em verdade se diga

que tive mais que fazer

mas não deixo nada escrito

fica tudo por escrever

.

e até o que foi dito

do que se diz por dizer

às coisas mais delicadas

que põem um tipo a pensar

duvido que alguma coisa

fosse assim tão singular

ou que ainda um dia se diga

sim senhor gostei de ouvir

por isso, p’ra resumir

digo-te sem cortesias

aqui jaz o malaquias

.

viesses mais cedo e ainda o vias

time 2

Pedro Malaquias

Segredo
Fevereiro 25, 2015

(…)

Tens um segredo? Dize-mo, que eu sei tudo

de ti, quando m’o digas com a alma.

Em palavras estranhas que mo fales,

eu compreenderei só porque te amo.

Se o teu segredo é triste, eu saberei

chorar contigo até que o esqueças todo.

Se o não podes dizer, dize que me amas,

e eu sentirei sem qu’rer o teu segredo.

Quando eu era pequena, sinto que eu

amava-te já hoje, mas de longe,

como as coisas se podem ver de longe,

e ser-se feliz só por se pensar

em chegar onde ainda não se chega.

Amor, diz qualquer coisa que eu te sinta!

Amar é...

Fernando Pessoa

Palavras
Outubro 12, 2014

Diz-me,

diz-me que me ouves,

que aí, no silêncio dos astros que não

têm nome,

as minhas palavras chegam como um

cântico,

como um eco de outras idades,

diz-me sem medo

que me vês mais perto dos candelabros,

nos salões de incenso aonde regressei

para ver-te,

para dizer-te como isto dói,

como os anjos me abandonam sempre

que chega o outono.

lonely-742719

José  Agostinho  Baptista