A hora do cansaço
Novembro 16, 2019

As coisas que amamos,

as pessoas que amamos

são eternas até certo ponto.

Duram o infinito variável

no limite de nosso poder

de respirar a eternidade.

.

Pensá-las é pensar que não acabam nunca,

dar-lhes moldura de granito.

De outra matéria se tornam, absoluta,

numa outra (maior) realidade.

.

Começam a esmaecer quando nos cansamos,

e todos nós cansamos, por um outro itinerário,

de aspirar a resina do eterno.

Já não pretendemos que sejam imperecíveis.

Restituímos cada ser e coisa à condição precária,

rebaixamos o amor ao estado de utilidade.

.

Do sonho de eterno fica esse gosto ocre

na boca ou na mente, sei lá, talvez no ar.

eternidade

Carlos Drummond de Andrade

Abraça-me
Agosto 8, 2018

Abraça-me.

Quero ouvir o vento que vem da tua pele,

e ver o sol nascer do intenso calor dos nossos corpos.

Quando me perfumo assim, em ti,

nada existe a não ser este relâmpago feliz,

esta maçã azul que foi colhida na palidez de todos os caminhos,

e que ambos mordemos para provar

o sabor que tem a carne incandescente das estrelas.

.

Abraça-me.

Veste o meu corpo de ti,

para que em ti eu possa buscar o sentido dos sentidos,

o sentido da vida.

Procura-me com os teus antigos braços de criança,

para desamarrar em mim a eternidade,

essa soma formidável de todos os momentos livres

que a um e a outro pertenceram.

.

Abraça-me.

Quero morrer de ti em mim, espantado de amor.

Dá-me a beber, antes, a água dos teus beijos,

para que possa levá-la comigo

e oferecê-la aos astros pequeninos. 
Só essa água fará reconhecer o mais profundo,

o mais intenso amor do universo,

e eu quero que delem fiquem a saber

até as estrelas mais antigas e brilhantes. 

.
Abraça-me.

Uma vez mais. Uma vez só.

.

Uma vez que nem sei se tu existes.

 


Joaquim Pessoa    em   Ano Comum

Os dias de Verão
Julho 7, 2018

Os dias de verão vastos como um reino
cintilantes de areia e maré lisa
Os quartos apuram seu fresco de penumbra
Irmão do lírio e da concha é nosso corpo

Tempo é de repouso e festa
O instante é completo como um fruto
Irmão do universo é nosso corpo

O destino torna-se próximo e legível
enquanto no terraço fitamos o alto enigma familiar dos astros
que em sua imóvel mobilidade nos conduzem

como se em tudo aflorasse eternidade

Justa é a forma do nosso corpo

SONY DSC

Sophia de Mello Breyner Andresen    em    Obra Poética

Estrada
Fevereiro 10, 2018

A tua história entristece-me…

À luz do que sei hoje,

a sombra de uma censura escurece

o longo rol de problemas

que vivemos há uma eternidade.

Desconheci-a muito tempo.

Não entendia o teu rancor.

Depois, que fazer da estrada rota

que vai de mim a ti?

.

Como posso mostrar-te o que me aflige

se as minhas tentativas acabam

numa parede de aço

erguida entre nós?

Navego às cegas entre ondas vigorosas

e vagas de calmaria.

Não consigo avaliar se

e quanto precisas de mim.

Ajudas-me?

nevoeiro

Diana Sá

Um animal com penas
Junho 10, 2016

O que é a esperança? Um animal com penas, pensei. Preferia ser capaz de a descrever

de um modo menos obtuso. Ser capaz de pôr um dia a eternidade a germinar lentamente,

isso sim, isso seria uma das formas de esperança reconhecível.

Alguém, com passos ágeis, procura dominar o desgosto que nos trouxe a esta sala.

Procura apaziguar a biologia, os fluxos e refluxos que a animam, a prometida destruição.

Alguém vigia por turnos a instabilidade da vida. Tem por ofício prognósticos humildes,

uma cronologia de sábios gestos que o uso torna incertos e verdadeiros ou verdadeiros

e incertos (a ordem dos termos tornou-se arbitrária).

A esperança é uma hipótese que anotámos no caderno mais próximo,

esse que está em cima da mesa aguardando uma visita do acaso.

novembro2

Luís  Quintais     em      Arrancar penas a um canto de cisne

Imagem
Novembro 11, 2014

imagem

Não sejas o de hoje. 
Não suspires por ontens…
não queiras ser o de amanhã.
Faze-te sem limites no tempo.
Vê a tua vida em todas as origens.
Em todas as existências.
Em todas as mortes.
E sabes que serás assim para sempre.
Não queiras marcar a tua passagem.
Ela prossegue:
é a passagem que se continua.
É a tua eternidade.
És tu.

. Cecília Meireles    em     Cânticos II .

Sonhe
Junho 5, 2011

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e

nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E  para aqueles que reconhecem a importância
das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta,
mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Clarice Lispector

Vida
Janeiro 27, 2011

Da tua vida o que não podem entender

nem oiro nem poder nem segurança

mas a paixão do tempo e dos seus riscos.

Tu buscaste o instante e a intensidade

e foste do combate e da mudança.

Por isso um rastro de ruptura e de viagem

ou talvez este fogo inconquistado

como breve eternidade

de passagem.

Manuel  Alegre