Sou isso, enfim
Fevereiro 7, 2017

Começo a conhecer-me. Não existo.

Sou o intervalo entre o que desejo ser e os outros me fizeram,

Ou metade desse intervalo, porque também há vida…

Sou isso, enfim…

Apague a luz, feche a porta e deixe de ter barulho de chinelas no corredor.

Fique eu no quarto só com o grande sossego de mim mesmo.

É um universo barato.

fernpessoa1

s.d.

Poesias de Álvaro de Campos    em    Fernando Pessoa. Lisboa: Ática, 1944 (imp. 1993).

Anúncios

Beleza
Março 19, 2014

Porto

Entrei no café com um rio na algibeira

e pu-lo no chão,
a vê-lo correr
da imaginação...

A seguir, tirei do bolso do colete
nuvens e estrelas
e estendi um tapete
de flores
a concebê-las.

Depois, encostado à mesa,
tirei da boca um pássaro a cantar
e enfeitei com ele a Natureza
das árvores em torno
a cheirarem ao luar
que eu imagino.

E agora aqui estou a ouvir
A melodia sem contorno
Deste acaso de existir
-onde só procuro a Beleza
para me iludir
dum destino.

José Gomes Ferreira

Quadras
Agosto 6, 2011

A morte é curva na estrada,

morrer é só não ser visto.

Se escuto, eu te oiço a passada

existir como eu existo.

A terra é feita de céu.

A mentira não tem ninho.

Nunca ninguém se perdeu.

Tudo é verdade e caminho.

Fernando  Pessoa

Eu não existo sem você
Fevereiro 15, 2010

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim

que nada neste mundo levará você de mim.

Eu sei e você sabe que a distância não existe

que todo o grande amor

só é bem grande se for triste.

Por isso, meu amor,

não tenha medo de sofrer

que todos os caminhos

me encaminham para você.

Assim como o oceano

só é belo com luar,

assim como a canção

só tem razão se se cantar,

assim como uma nuvem

só acontece se chover,

assim como o poeta

só é grande se sofrer,

assim como viver

sem ter amor não é viver,

não há você sem mim,

e eu não existo sem você.

Vinicius de Moraes