Erros meus, má Fortuna, Amor ardente
Setembro 28, 2018

Erros meus, má Fortuna, Amor ardente

em minha perdição se conjuraram:

os erros e a Fortuna sobejaram,

que para mim bastava Amor somente.

.

Tudo passei, mas tenho tão presente

a grande dor das coisas que passaram,

que já as frequências suas me ensinaram

a desejos deixar de ser contente.

.

Errei todo o discurso dos meus anos,

dei causa a que a Fortuna castigasse

as minhas mal fundadas esperanças;

.

de Amor não vi senão breves enganos.

Oh quem tanto pudesse que fartasse

este meu duro Génio de vinganças!

rosto1

Bocage

Doce contentamento já passado
Outubro 24, 2014

Doce contentamento já passado,

em que todo o meu bem só consistia,

quem vos levou de minha companhia,

e me deixou de vós tão apartado?

.

Quem cuidou que se visse neste estado

naquelas breves horas de alegria,

quando minha ventura consentia

que de enganos vivesse meu cuidado?

.

Fortuna minha foi cruel e dura

aquela que causou meu perdimento,

com a qual ninguém pode ter cautela.

.

Nem se engane nenhuma criatura;

que não pode nenhum impedimento

fugir o que lhe ordena sua estrela.

long_road_to_ruin_by_mario192

Luís de Camões