Amigo
Abril 16, 2015

Procura-se um amigo que me acompanhe até ao fim,
que una nossos caminhos, quando opostos.
Não precisa gostar dos mesmos gostos,
mas que goste de mim.

Preciso de um amigo para partilhar meus momentos,
que se envolva em meus pensamentos
e se comova, quando chamado de amigo.

Que me diga, eu sei que estás errado.
De qualquer forma, estou ao teu lado.
Vou contigo.

Preciso de um amigo que me desprenda da corrente,
que reviva comigo o passado,
sem nunca esquecer o presente.

Um amigo, que faça do longe, perto.
Capaz de atravessar o deserto
só para me ver contente.

Que quando morto, me faça renascer.
Que me ajude a ganhar, em vez de perder.
Que olhe pr’além do seu umbigo.

Que me abrace apertado, sem qualquer medo.
Que se sente do meu lado, que guarde um segredo.
Que goste de mim, que me chame de Amigo.

1217983958_casal_lua1

José Carlos SC

Três palavras
Fevereiro 26, 2014

Quando pronuncio a palavra Futuro
a primeira sílaba já está no passado.
Quando pronuncio a palavra Silêncio,
logo o destruo.
Quando pronuncio a palavra Nada,
crio algo que não se encaixa em coisa nenhuma.
 .
velocidade_do_automovel_1910_giacomo-balla

 

Wislawa   Szymborska

Escrito num livro abandonado em viagem
Dezembro 18, 2013

Venho dos lados de Beja.

Vou para o meio de Lisboa.

Não trago nada e não acharei nada.

Tenho o cansaço antecipado do que não acharei,

e a saudade que sinto não é do passado nem do futuro.

Deixo escrita neste livro a imagem do meu desígnio morto:

fui, como ervas, e não me arrancaram.

Floresta virgem

Álvaro de Campos

Porque cada segundo é precioso…
Julho 8, 2013

Como se tivesse todo o tempo, não
se lembra do tempo que foi, nem pensa no que
há-de vir. O tempo é a mesa vazia onde
nada cabe, como se estivesse cheia; e
entre passado e futuro as sombras
alargam-se pelo chão, desenhando
a escadaria por onde desceu, até
hoje, numa incerteza de passos
infalíveis.

tempo

Nuno Júdice

Memória
Dezembro 11, 2011

A memória longínqua de uma pátria
eterna mas perdida e não sabemos

se é passado ou futuro onde a perdemos.

Sophia de Mello Breyner, Poemas de um livro destruído

45 lições que a Vida me ensinou
Dezembro 1, 2011

thais rozza

Para celebrar o envelhecer, Regina Brett, que completou 90 anos e mora em Cleveland, Ohio, uma vez escreveu 45 lições que a vida ensinou para ela. É a coluna mais requisitada que ela já escreveu.

 A vida não é justa, mas ainda é boa.

 Quando estiver em dúvida, apenas dê o próximo pequeno passo.

 A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém.

 Seu trabalho não vai cuidar de você quando você adoecer.

Seus amigos e seus pais vão.

Mantenha contato.

 Pague suas faturas de cartão de crédito todo mês.

 Você não tem que vencer todo argumento.

Concorde para discordar.

 Chore com alguém.

É mais curador do que chorar sozinho.

 Está tudo bem em ficar bravo com Deus.

Ele agüenta.

 Poupe para aposentadoria começando com seu primeiro salário.

 Quando se trata de chocolate, resistência é em vão.

 Sele a paz com seu passado para que ele não estrague seu presente.

 Está tudo bem se teus filhos te virem chorar.

 Não compare sua vida com a dos outros.

Você não tem idéia do que se trata a jornada deles.

 Se um relacionamento tem que ser um segredo, você não deveria estar nele.

 Tudo pode mudar num piscar de olhos; mas não se preocupe Deus nunca pisca.

 Respire bem fundo.

Isso acalma a mente.

 Se desfaça de tudo que não é útil, bonito e prazeroso.

 O que não te mata, realmente te torna mais forte.

 Nunca é tarde demais para se ter uma infância feliz.

Mas a segunda só depende de você e mais ninguém.

 Quando se trata de ir atrás do que você ama na vida, não aceite não como resposta.

 Acenda velas, coloque os lençóis bonitos, use a lingerie elegante.

Não guarde para uma ocasião especial.

Hoje é especial.

 Se prepare bastante, depois se deixe levar pela maré…

 Seja excêntrico agora, não espere ficar velho para usar roxo.

 O órgão sexual mais importante é o cérebro.

 Ninguém é responsável pela sua felicidade além de você.

,,,

 Encare cada “chamado” desastre com essas palavras:

Em cinco anos, vai importar?

 Sempre escolha a vida.

 Perdoe tudo de todos.

 O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta.

 O tempo cura quase tudo.

Dê tempo.

 Independentemente se a situação é boa ou ruim, irá mudar.

 Não se leve tão a sério.

Ninguém mais leva…

 Acredite em milagres.

 Deus te ama por causa de quem Deus é.

E não pelo o que você fez ou deixou de fazer.

 Não faça auditoria de sua vida.

Apareça e faça o melhor dela agora.

 Envelhecer é melhor do que a alternativa – morrer jovem.

 Seus filhos só têm uma infância.

 Tudo o que realmente importa no final é quem você amou.

 Vá para a rua todo dia.

Milagres estão esperando em todos os lugares.

 Se todos jogassem nossos problemas em uma pilha e víssemos os de todo mundo, pegaríamos os nossos de volta.

 Inveja é perda de tempo.

Você já tem tudo o que precisa.

 O melhor está por vir.

 Não importa como você se sinta, levante, se vista e apareça.

 Produza.

 A vida não vem embrulhada em um laço, mas ainda é um presente.

Quando eu me amei de verdade
Setembro 29, 2011


Quando eu me amei de verdade,

compreendi que em qualquer circunstância,

eu estava no lugar no lugar certo e na hora certa

e então pude ficar tranquilo.

Hoje sei que a isso se chama Auto-estima.

Quando eu me amei de verdade,

pude perceber que a minha angústia e sofrimento

não passam de um sinal de que estou a contrariar a minha verdade.

Hoje sei que a isso se chama Autenticidade.

Quando eu me amei de verdade,

parei de desejar que a vida fosse diferente,

e comecei a ver que tudo contribui para o crescimento.

Hoje sei que a isso se chama Amadurecimento.

Quando eu me amei de verdade,

percebi que é ofensivo forçar algo ou alguém a uma situação.

Hoje sei que a isso se chama Respeito.

Quando eu me amei de verdade,

comecei a livrar-me de tudo o que me diminuísse.

De início pensei que fosse egoísmo.

Hoje sei que a isso se chama Amor-próprio.

Quando eu me amei de verdade,

deixei de fazer grandes planos.

Hoje faço o que gosto, quando quero e no meu ritmo.

Hoje sei que a isso se chama Simplicidade.

Quando eu me amei de verdade,

desisti de querer ter sempre razão,

e com isso errei menos vezes.

Hoje sei que a isso se chama Humildade.

Quando eu me amei de verdade,

desisti de ficar só no passado e de me preocupar tanto com o futuro.

Agora mantenho-me mais no presente.

Hoje sei que a isso se chama Plenitude.

Charlie Chaplin

Sonhe
Junho 5, 2011

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e

nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E  para aqueles que reconhecem a importância
das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta,
mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Clarice Lispector

Precisa-se um amigo
Novembro 7, 2010

Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração.
Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir.
Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa.
Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor…
Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo.
Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão.
Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados.
Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar.
Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa.
Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo.
Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários.
Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.
Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo. Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância. Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.
Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo.
Precisa-se de um amigo para se parar de chorar.
Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas.
Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.

 

Vinicius de Moraes

Portas
Março 12, 2010

Portas no desamparo…

A vida abre-se,

horizontes espraiam-se,

é preciso procurar novos rumos.

O passado persiste,

com as suas luzes e sombras.

O futuro é uma incógnita,

depois dos castigos do tempo.

É difícil continuar…

O presente obriga a mudanças.

É preciso recomeçar.

Diana Sá