Entre querer e poder
Novembro 21, 2011

 Entre querer e poder

há apenas uma imensidão de lagos transparentes
de silêncios e verdades
de hesitações
Entre querer e poder há um tempo
que se fechou em armários
entre fotografias e verdades
Entre querer e poder há uma lei
inexorável
a lei do tempo
de papéis velhos sem cores nem rei
dos restos do momento
Entre querer e poder
há uma imensidão de lagos transparentes
e um lamento

Raul Cordeiro

Vida
Janeiro 27, 2011

Da tua vida o que não podem entender

nem oiro nem poder nem segurança

mas a paixão do tempo e dos seus riscos.

Tu buscaste o instante e a intensidade

e foste do combate e da mudança.

Por isso um rastro de ruptura e de viagem

ou talvez este fogo inconquistado

como breve eternidade

de passagem.

Manuel  Alegre